Home / Notícias / 22/02/2021 - Fluxo, IPOs e risco: O que pode ser impactado pela mão pesada do governo Bolsonaro na Petrobras

22/02/2021 - Fluxo, IPOs e risco: O que pode ser impactado pela mão pesada do governo Bolsonaro na Petrobras

SyndContentImpl.value=
Interferência prenuncia um cenário mais adverso para os ativos brasileiros de maneira geral Alexandre Cassiano/Agência O Globo A interferência do Planalto na Petrobras e a sinalização de que outras estatais podem sofrer a mão pesada do governo prenuncia um cenário mais adverso para os ativos brasileiros de maneira geral. As consequências podem ser a reversão do fluxo estrangeiro que se via para o Brasil, revisão de algumas ofertas de ações (IPOs) e uma reprecificação geral do risco. ?Há um ambiente negativo para as estatais de maneira geral, o discurso já contamina as empresas de energia e o Banco do Brasil, e pode voltar a ter fuga de capitais, sim?, diz Luis Sales, estrategista-chefe da Guide Investimentos, que recomendou a venda dos papéis da Petrobras, iniciativa também tomada por XP Investimentos, Bradesco BBI e Credit Suisse. A corretora deve revisar agora as projeções para o Ibovespa, dado o peso de Petrobras no índice. ?O varejo, de fato, está reduzindo as posições, a gente sugere a saída, apesar da queda mais forte porque se for adotada a política de não paridade de preços [com o mercado internacional] pode haver novos tombos?, diz Sales. Ele cita, contudo, que entre investidores institucionais há quem esteja ?esperando para ver?, se o governo não vai dar um passo atrás. ?Não dá para cravar nada, mas talvez o presidente Bolsonaro quisesse apenas mudar o nome [na liderança da Petrobras].? O gestor de um fundo de ações com exposição relevante em Petrobras ? superior a 10% da carteira - afirma que não mexeu ainda em sua posição, mas está avaliando essa possibilidade diante dos desdobramentos da crise. Em seus cálculos, a empresa estaria operando hoje em um EV/Ebitda de 3 vezes ante 4,5 vezes na sexta. ?O preço está extremamente descontado, com múltiplo em patamar dos piores momentos da era Dilma, quando a Petrobras era muito mais ineficiente e endividada, com todo tipo de desalinhamento e uso da empresa outros fins. Até que haja mais informações sobre os rumos da empresa, não faz sentido vender nesses preços. Pode piorar? Pode. Estamos acompanhando as indicações sobre política de preços e movimentações de cargos na alta cúpula da empresa?, acrescenta. Ele deixa claro, porém, que o risco maior é de vender ações e, neste momento, não cogita aumentar sua exposição em Petrobras. ?A dúvida é se mantém a posição ou vende no caso de mudança estrutural na companhia, que viria com retrocesso na política de preços e troca em massa dos executivos?, explica. ?O que surpreendeu o mercado foi o jeito como tudo foi conduzido. Não teve conversa com a diretoria, nem nada?, acrescenta. O profissional explica que a crise na Petrobras se soma hoje ao vencimento de opções sobre ações e um ambiente externo mais negativo, culminando na forte queda das ações. ?É um cenário muito difícil e de preços muito baixos, mas por enquanto estamos aguardando?, explica o gestor. O sócio de outra gestora que mantém exposição em Petrobras diz que a avaliação era que as ações estavam baratas, em meio a expectativa de venda das refinarias. Pelas contas da casa, os preços estavam de 20% a 25% abaixo de outras petroleiras mundiais. Agora, estão 50% mais baratos, mas há muitas incertezas novas geradas pelo presidente, cita. Mario Schalc, sócio-gestor da Neo Investimentos, diz que é cedo para tirar conclusões sobre os movimentos do mercado hoje. ?É um evento importante, mas não necessariamente significa uma mudança de política econômica. Pode haver uma visão diferente do que tinha sobre a expectativa de reformas, mas o arcabouço fiscal se mantém.? O gestor diz que continua vendo muito prêmio de risco nos mercados de câmbio e juros, mas que no momento é muito difícil buscar algum tipo de proteção. ?Mas nosso cenário-base é que a questão fiscal não sai do controle e que existe prêmio sim, com espaço para melhora dos preços." SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER