Home / Notícias / 19/03/2021 - Com pandemia e vacinação lenta, confiança industrial deve ter pior queda em quase um ano

19/03/2021 - Com pandemia e vacinação lenta, confiança industrial deve ter pior queda em quase um ano

SyndContentImpl.value=
"Agora, podemos dizer que as expectativas estão pessimistas no setor industrial", diz economistas da FGV A prévia do Índice de Confiança da Indústria (ICI), anunciada nesta sexta-feira pela Fundação Getulio Vargas, sinalizou queda de 4 pontos de fevereiro para março, levando o indicador para 103,9 pontos. Caso confirmada, será a mais forte retração do índice desde abril de 2020 (-39,3 pontos), quando o indicador registrou o pior recuo da série histórica, informou a economista Cláudia Perdigão, da FGV. A retração, se confirmada, também levará o ICI de março ao menor patamar desde agosto de 2020 (98,7 pontos). De acordo com a especialista, a piora da pandemia, em um cenário no qual a campanha de vacinação contra covid-19 opera a passos lentos, derrubou as expectativas do setor industrial, e influenciou o resultado da prévia. Na passagem do indicador de fevereiro para a prévia de março, houve piora tanto nas respostas do setor industrial sobre momento presente quanto nas relacionadas ao futuro, pontuou ela. Nos dois sub-indicadores componentes do ICI, o Índice de Situação Atual (ISA) caiu 4,1 pontos, na prévia de março, para 110,8 pontos; e o Índice de Expectativas (IE) recuou 4 pontos, para 96,9 pontos. "Mas podemos ver que, com a queda na prévia, o IE fica abaixo de 100 pontos", observou ela, lembrando que acima de 100 pontos é o quadrante favorável do indicador. "Agora, podemos dizer que as expectativas estão pessimistas no setor industrial", concluiu ela. Na prévia da Sondagem da Indústria, pesquisa do qual o ICI é indicador-síntese, a FGV também sinalizou recuo do Nível de Utilização de Capacidade Instalada (Nuci), de 79,1% em fevereiro para 78,4% no resultado preliminar de março. A especialista comentou que essa queda na prévia do ICI, caso confirmada, seria a terceira consecutiva. Na prática, houve uma frustração por parte do empresariado industrial a respeito do ritmo de vacinação, no começo do ano, afirmou ela. "O indicador acumulou período de oito variações positivas [mensais] em 2020" lembrou ela, notando que, agora, no entanto, parece ter se encerrado esse ciclo de recuperação do ICI. "Começamos a identificar queda na confiança [da indústria] e em março esse movimento de recuo foi mantido, principalmente pelo avanço da pandemia, pela volta de medidas de contenção em mobilidade em vários estados, com maiores restrições", explicou ela. A vacinação contra covid-19, que opera a ritmo lento, foi outro fator, acrescentou ela. "Acreditou-se que a vacina teria maior disseminação no primeiro semestre, o que levaria recuperação mais forte da economia", detalhou a especialista. "Como o ritmo é lento e não é esperado avanço nos próximos meses, as expectativas diminuíram, se tornaram mais cautelosas", explicou a técnica. Ao ser questionada sobre como se poderia reverter trajetória negativa do ICI, a especialista ressaltou o papel da vacinação contra covid-19, mais ágil e mais disseminada, como fator principal. "Na prévia, outras dificuldades foram citadas, como restrições a acesso de matéria-prima", afirmou ela. "Mas, olhando o panorama geral da indústria, podemos dizer que um fator importante para recuperar as expectativas é a vacinação." SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER