Home / Notícias / 18/03/2021 - Bolsas de NY fecham em forte queda com tombo das ações de tecnologia

18/03/2021 - Bolsas de NY fecham em forte queda com tombo das ações de tecnologia

SyndContentImpl.value=
A performance das ações de tecnologia foi pressionada por uma nova disparada dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano Os índices acionários de Nova York fecharam em forte queda nesta quinta-feira (18), com as ações de tecnologia tomando mais um tombo com a nova disparada dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano (Treasuires). O índice tecnológico Nasdaq fechou em queda de 3,02%, a 13.116,17 pontos, apagando todos os ganhos acumulados no mês de março. O S&P 500 recuou 1,48%, a 3.915,46 pontos, devolvendo os ganhos da semana, e o Dow Jones caiu 0,46%, a 32.862,30 pontos. Além de pressionar o Nasdaq, as ações do setor de tecnologia, que são as mais sensíveis à alta dos rendimentos (yields) dos Treasuries, fecharam em queda de 2,85% no S&P 500. O tombo só não foi maior do que a forte queda de 4,68% das ações de energia, que foram pressionadas, por sua vez, pela queda de cerca de 7% nos preços do petróleo, que anotaram a sua pior queda em uma única sessão desde junho do ano passado. Os rendimentos dos Treasuries de longo prazo retomaram a escalada após a pausa de ontem, com o yield da T-note de dez anos fechando em alta a 1,71%, de 1,63% do fechamento anterior, atingindo nova máxima desde janeiro do ano passado. Os yields chegaram a se acalmar um pouco na quarta (17), depois que o Federal Reserve (Fed, a autoridade monetária dos EUA) reiterou o seu compromisso em manter o alto nível de acomodação por um longo período de tempo. As projeções divulgadas ontem revelaram que os integrantes do BC americano esperam que a inflação supere a meta de 2% do Fed neste ano e permaneça na meta ou acima até 2023. Mas o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que as expectativas de inflação ainda estão fortemente ancoradas em torno de 2%. "Tem tudo a ver com as expectativas de inflação: o fato de que temos expectativas de inflação acima da meta do Fed está assustando os mercados", disse Edward Park, chefe de investimentos da Brooks Macdonald, à Dow Jones Newswires. "Powell e o Fed fizeram um ótimo trabalho navegando em um mercado incerto e entregaram apenas o suficiente para garantir que a volatilidade das ações não aumentasse, mas, dito isso, não estabeleceu um limite para os rendimentos", disse Park. Além da comunicação do Fed, que repercute desde ontem, destaque para os pedidos de seguro-desemprego dos EUA que somaram 770 mil na semana passada, acima dos 725 mil da semana imediatamente anterior e da expectativa de 700 mil de economistas consultados pelo ?Wall Street Journal?. Os investidores em títulos estão apostando que o Fed aumentará as taxas de juros nos próximos dois anos, apesar da mediana das projeções indicar que a maioria dos integrantes do BC americano espera manter os juros nos níveis atuais até o fim de 2023. As divergências também chamaram a atenção de alguns analistas: quatro dos integrantes do Fed esperam pelo menos uma alta dos juros em 2022 e sete deles esperam pelo menos uma movimentação para cima até 2023. SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER