Home / Notícias / 18/02/2021 - Bolsonaro diz que vai cortar impostos federais sobre gás e diesel e diz que algo vai acontecer na Petrobras

18/02/2021 - Bolsonaro diz que vai cortar impostos federais sobre gás e diesel e diz que algo vai acontecer na Petrobras

SyndContentImpl.value=
No caso do diesel, corte é temporário, por dois meses Pressionado por mais um aumento no preço dos combustíveis pela Petrobras, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que, a partir de 1º de março, o governo irá zerar os impostos federais incidentes no diesel e no gás de cozinha. Em live nas redes sociais, Bolsonaro também afirmou que o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que "não tem nada a ver com caminhoneiros" e a fala dele "terá consequência". "O presidente da Petrobras disse há poucos dias: 'eu aumento o preço aqui e não tenho nada a ver com caminhoneiro'. Isso vai ter uma consequência, obviamente", afirmou Bolsonaro, que chamou o reajuste de "excessivo" e "fora da curva". No caso do diesel, a suspensão de imposto federal valerá por dois meses. Do gás, será "ad eternum", segundo ele. A decisão foi tomada em reunião com o ministro Paulo Guedes, durante a tarde, e vem para "contrabalançar" os recentes aumentos anunciados pela Petrobras. "Neste período, vamos estudar maneira definitiva de zerar este imposto [PIS/Cofins do diesel]", alegou. "Isso vai contrabalançar este aumento excessivo da Petrobras, mas eu não posso interferir, nem iria interferir [na estatal]. Se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias, tem que mudar alguma coisa, vai acontecer", complementou, sem entrar em detalhes. Ele afirmou que o reajuste anunciado hoje pela estatal, de 10% sobre gasolina e 15% no diesel segue os preços internacionais e não depende dele. "A bronca vem sempre para cima de mim, só que a Petrobras tem autonomia. Petrobras tem garantia e autonomia para aumentar os combustíveis", argumentou. Bolsonaro também defendeu que a solução definitiva sobre o preço dos combustíveis dependerá da análise do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) sobre o ICMS, que é cobrado pelos Estados. Um projeto enviado pelo Planalto ao Congresso prevê revisão do imposto. "O Confaz vai decidir [sobre tributação de combustíveis nos Estados], acho que poderia dizer um valor máximo para o ICMS", opinou. "Parece que quanto mais pobre é o Estado maior é o imposto de combustíveis". Pixabay Pressão dos caminhoneiros Mais cedo, caminhoneiros cobraram do governo a redução de impostos após a Petrobras anunciar o reajuste. Em nota, a Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava) criticou os reajustes e afirmou que eles afetam toda a sociedade. ?O que nos faz questionar onde está a palavra do governo federal que na pessoa do presidente da República sinalizou a diminuição dos impostos federais dos combustíveis e vamos para o quarto aumento consecutivo em menos de 30 dias se mantendo inerte e nada fez de concreto até o presente momento?, diz nota assinada pelo presidente da entidade, Wallace Landim, conhecido como Chorão. Na nota, ele lembra que a associação solicitou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, a redução a zero dos tributos federais sobre combustíveis, em 26 de janeiro. O pedido teve por base o desafio lançado pelo presidente Jair Bolsonaro, de zerar a tributação se os governadores fizessem o mesmo. ?Precisamos que o presidente da República dê a devida atenção a esta questão, com medidas efetivas e não apenas promessas vazias e sem nenhum cumprimento, afinal a Nação está sofrendo as consequências das frequentes altas no preço do combustível.? Dólar caro Bolsonaro ainda afirmou que a cotação do dólar precisa baixar no país e isso só ocorrerá com aprovação de medidas estruturantes pelo Congresso. "O dólar aqui dentro está alto, tem que baixar da casa dos R$ 5", afirmou. "E baixa como? Com reformas, medidas estruturantes. Se Deus quiser, em breve vamos acalmar a questão do mercado". Ele disse ainda que "o pessoal do lucro não tem coração", fazendo referência ao mercado, e disse que todos precisam ser responsáveis com o país. "É melhor o pessoal ganhar um pouco menos por mais tempo", argumentou. SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER