Home / Notícias / 17/02/2021 - Ministério da Saúde tem ?má vontade com o Butantan?, diz Gabbardo

17/02/2021 - Ministério da Saúde tem ?má vontade com o Butantan?, diz Gabbardo

SyndContentImpl.value=
Médico cobrou pagamento por doses da vacina contra covid-19 enviadas ao PNI Coordenador-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo, João Gabbardo disse nesta quarta-feira que ainda há "altíssima resistência" por parte do Ministério da Saúde ao Instituto Butantan. Para ilustrar o que classifica como "má vontade", ele citou a demora do governo federal em pagar à entidade de pesquisa pelas doses da vacina contra a covid-19 encaminhadas ao Plano Nacional de Imunizações (PNI). João Gabbardo dos Reis, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo Divulgação/Governo de São Paulo Ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde, Gabbardo afirmou que interpreta essa vagarosidade como dificuldade e resistência intencionais. Segundo ele, a finalidade é impedir que o Butantan ganhe mais velocidade na produção de vacinas contra a covid-19, antes que imunizantes de outros fabricantes cheguem ao país. "Hoje completa 30 dias que nós iniciamos a vacinação em São Paulo. E nesses 30 dias não aconteceria nada se não tivéssemos a vacina do Butantan." Por contrato, o Ministério da Saúde tem até 30 dias para saldar valores referentes a vacinas já encaminhadas em janeiro ao governo federal, detalhou Gabbardo. Para ele, contudo, essa regra geral seria apenas uma formalidade, e o pagamento poderia ser feito antes para contribuir com o combate à pandemia. "Pagar em até 30 dias, não significa que tenha que pagar no 30º dia. Pode pagar no primeiro dia. E se o Ministério da Saúde tivesse essa boa vontade com o Butantan, e não essa má vontade com o Butantan, já poderia ter pago essa primeira parcela. E o Butantan, com esse recurso, já poderia ter contratado gente e ter acelerado o processo de vacinação", disse o médico. Ele lembrou que o Butantan vem empenhando esforços e anunciou hoje uma expansão da equipe na linha de produção. Ao dobrar o número de profissionais do envase, de 150 para 300 pessoas, e acrescer 20 técnicos à área de controle de qualidade, o Butantan vai antecipar a entrega de 54 milhões de doses ao PNI de setembro para agosto. SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER