Home / Notícias / 17/02/2021 - Juros futuros sobem com dados nos EUA e de olho em auxílio emergencial

17/02/2021 - Juros futuros sobem com dados nos EUA e de olho em auxílio emergencial

SyndContentImpl.value=
Investidores acompanham ainda avanço recente dos títulos do Tesouro americano e situação da vacinação contra a covid-19 Os juros futuros dos Depósitos Interfinanceiros (DI) abriram a sessão mais curta desta quarta-feira em alta, refletindo majoritariamente o exterior, após o avanço recente dos rendimentos dos Treasuries e dados melhores do que o esperado nos Estados Unidos trazerem de volta à cena o processo de reflação (aumento das expectativas de inflação). Os avanços mais intensos ocorrem na ponta longa da curva. Pouco depois das 14 horas, as taxas do DI para janeiro de 2022 passavam de 3,36% no ajuste anterior para 3,415%; as do DI para janeiro de 2023 avançavam de 4,96% para 5,065%; as do DI para janeiro de 2025 escalavam de 6,52% para 6,66% e as do DI para janeiro de 2027 avançavam de 7,19% para 7,34%. Ann San/Pixabay Ontem, os rendimentos da T-note de dez anos subiram a 1,332% na máxima intradiária, o maior patamar em quase um ano, em meio às expectativas de aprovação de um pacote graúdo de estímulos fiscais nos Estados Unidos. Hoje, operavam em queda, a 1,278%, após chegarem ao pico do dia de 1,323% pela manhã, em reação a dados econômicos acima das expectativas. As vendas no varejo americano em janeiro avançaram 5,3% na base mensal, bem acima das expectativas do mercado, de 1,2%, enquanto a produção industrial americana também mostrou alta acima do esperado, de 0,9%, em janeiro ? a estimativa era de 0,5%. O índice de preços ao produtor, por sua vez, avançou 1,3% na comparação mês contra mês, acima da estimativa de 0,4%. Esses dados indicam um maior vigor na economia do país conjugado a uma alta de preços. Hoje, o presidente da distrital de Boston do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Eric Rosengren, minimizou e disse que a inflação ainda está em nível baixo, afirmando ainda que elevação dos juros dos Treasuries reflete a confiança na retomada econômica. O Morgan Stanley afirmou em nota enviada a clientes que o cenário de reflação deverá causar impactos negativos em mercados da América Latina, cujos governos têm posições fiscais frágeis atualmente. ?No Brasil, acreditamos que os prêmios de risco devem estar bem negociados no curto prazo, mas provavelmente aumentarão na segunda metade do ano, à medida que a janela para aprovar as reformas começar a se fechar?, escreveram os estrategistas Andres Jaime, Ioana Zamfir e Gilberto Hernandez-Gomez, em relação à curva de juros. Segundo a Renascença, ?uma conjunção de fatores? locais também respalda a alta das taxas hoje. Entre eles, a falta de novidades e detalhes sobre financiamento e o tamanho do auxílio emergencial. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, levará amanhã o relatório da PEC Emergencial à reunião de líderes, conforme acordado com o ministro Paulo Guedes antes do Carnaval. Além disso, no front da vacinação, a paralisação das imunizações na cidade do Rio de Janeiro com a falta de doses em meio à disseminação de uma nova variante da covid-19, com casos inclusive no Estado de São Paulo, também constituem foco de cautela, informa a corretora em relatório. SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER