Home / Notícias / 16/02/2021 - UE registra 450 mil mortes em excesso entre março e novembro de 2020

16/02/2021 - UE registra 450 mil mortes em excesso entre março e novembro de 2020

SyndContentImpl.value=
O pico foi atingido nos 27 países-membros da UE em novembro, quando o total de mortes foi 40% superior à média do mesmo período entre 2016 e 2019 Os países da União Europeia (UE) registraram 450 mil mortes em excesso entre os meses de março e novembro de 2020 na comparação com a média dos três anos anteriores, segundo um relatório do Eurostat, o escritório de estatísticas do bloco, divulgado nesta terça-feira. O excesso de mortalidade ? o número de mortes além do esperado pelas autoridades ? é um indicador normalmente usado em crises sanitárias, como uma pandemia, para avaliar os efeitos indiretos e diretos da situação no total de óbitos nos países afetados. De acordo com a Eurostat, o pico foi atingido nos 27 países-membros da UE em novembro, quando o total de mortes foi 40% superior à média do mesmo período entre 2016 e 2019. Em abril, pior momento da primeira onda de casos de covid-19, as mortes cresceram 25% além do previsto. ?Entre maio e julho, foi registrado um nível mais baixo de mortalidade excessiva, enquanto outro aumento começou em agosto-setembro, com a próxima onda da pandemia?, disse o Eurostat no relatório. ?O excesso de mortalidade na UE foi 8% acima da média em setembro, 17% em outubro e 40% em novembro, com o indicador aumentando em todos os países-membros.? Alguns países mais afetados pela pandemia tiveram picos ainda maiores se analisados isoladamente. Na Itália, por exemplo, o excesso de mortalidade foi de 49,5% em novembro. Durante a primeira onda de casos, quando hospitais do país ficaram sobrecarregados de pacientes infectados pela doença, o indicador chegou a 49,4% em março e 41% em abril. Já na França, o segundo país com mais vítimas da doença em toda a UE, de acordo com os balanços oficiais, houve dois picos do excesso de mortalidade no período analisado pelo Eurostat ? em abril (+36,4%) e em novembro (+31,1%). Na Espanha, que conseguiu controlar a segunda onda de casos melhor do que os vizinhos, o principal pico também ocorreu em abril, quando o excesso de mortalidade foi 79,4% superior à média dos três anos anteriores. Em novembro, em meio aos novos surtos em toda a região, o indicador chegou a 27,5%, abaixo da média da UE. Os dados para a Alemanha mostram uma situação oposta. Depois de ser bem-sucedido no controle da primeira onda de casos, o país teve dificuldades para lidar com o novo surto que começou após o fim do verão europeu. Desta forma, o pico do excesso de mortalidade na Alemanha foi atingido apenas em novembro (+12,3%). Ainda assim, o número ainda é muito inferior à média europeia e a outros países vizinhos. Homem usa máscara para se proteger do coronavírus em Paris, França AP Photo/Francois Mori SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER