Home / Notícias / 12/02/2021 - IGP-10 acelera alta para 2,97% em fevereiro e acumula 28,17% em 12 meses

12/02/2021 - IGP-10 acelera alta para 2,97% em fevereiro e acumula 28,17% em 12 meses

SyndContentImpl.value=
Índice vinha de uma taxa de 1,33% em janeiro e agora acumula elevação de 4,35% no ano O Índice Geral de Preços ? 10 (IGP-10), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 2,97% em fevereiro. No mês anterior, o índice havia apresentado taxa de 1,33%. Com esse resultado, o índice acumula alta de 4,35% no ano e de 28,17% em 12 meses. Em fevereiro de 2020, o índice teve alta de apenas 0,01% e acumulava elevação de 7,39% em 12 meses. ?O IPA segue exercendo forte influência sobre o IGP. Pressões, ora concentradas em matérias-primas brutas, agora se espalham entre os bens intermediários. No primeiro estágio de produção, vale destacar o comportamento do preço da soja, que subiu 9,42% ante -10,45% na apuração anterior. No estágio intermediário, chama atenção o comportamento dos preços dos fertilizantes, com alta de 10,74%, depois de registrar queda de 1% em janeiro?, afirma André Braz, coordenador dos Índices de Preços. Pixabay Com peso de 60%, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 3,90% no período de cálculo do IGP-10 em fevereiro. No mês anterior, o índice havia registrado taxa de 1,60%. Na análise por estágios de processamento, os preços dos Bens Finais desaceleraram de 1,24% em janeiro para 0,90% em fevereiro. A principal contribuição para este resultado partiu do subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de 4,99% para -3,95%. O índice relativo a Bens Finais (ex), que exclui os subgrupos alimentos in natura e combustíveis para o consumo, teve alta de 0,77% em fevereiro. No mês anterior, a taxa havia sido 0,65%. A taxa do grupo Bens Intermediários acelerou de 1,90% em janeiro para 3,90% em fevereiro. A principal contribuição para este movimento partiu do subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa passou de 0,97% para 3,83%. O índice de Bens Intermediários (ex), obtido após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, subiu 3,78% em fevereiro, ante 1,17% no mês anterior. O índice do grupo Matérias-Primas Brutas saltou de 1,64% em janeiro para 6,23% em fevereiro. As principais contribuições para este avanço partiram de soja em grão (-10,45% para 9,42%), bovinos (-5,55% para 10,07%) e milho em grão (-4,77% para 9,36%). Em sentido descendente, os movimentos mais relevantes ocorreram em minério de ferro (20,61% para 7,96%), leite in natura (2,57% para -3,23%) e aves (-1,09% para -3,62%). Com peso de 30%, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) desacelerou para 0,35% no período. Em janeiro, o índice havia apresentado taxa de 0,59%. Cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação, com destaque para o grupo Habitação (1,41% para -0,75%). Nesta classe de despesa, vale citar o comportamento da tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de 5,17% para -4,90%. Também apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos Alimentação (1,42% para 0,71%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,56% para 0,17%), Vestuário (1,00% para 0,14%) e Despesas Diversas (0,36% para 0,26%). As principais contribuições para este movimento partiram de frutas (7,85% para 2,25%), artigos de higiene e cuidado pessoal (1,06% para -0,35%), roupas (1,04% para -0,02%) e serviços bancários (0,23% para 0,12%). Em contrapartida, apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos Educação, Leitura e Recreação (-2,84% para 1,33%), Transportes (0,64% para 1,09%) e Comunicação (-0,02% para 0,03%). Nestas classes de despesa, as maiores influências partiram de passagem aérea (-27,93% para -4,58%), gasolina (1,20% para 3,21%) e combo de telefonia, internet e TV por assinatura (0,00% para 0,20%). Com os 10% restantes, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) acelerou para 0,98% no período do IGP-10 de fevereiro. No mês anterior a taxa foi de 0,76%. Os três grupos componentes do INCC registraram as seguintes variações na passagem de janeiro para fevereiro: Materiais e Equipamentos (1,49% para 1,70%), Serviços (0,35% para 1,09%) e Mão de Obra (0,26% para 0,39%). Foram comparados os preços coletados no período de 11 de janeiro a 10 de fevereiro com os de 11 de dezembro a 10 de janeiro. SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER