Home / Notícias / 12/02/2021 - Engie mantém previsão de entrada em operação de projetos previstos para 2021

12/02/2021 - Engie mantém previsão de entrada em operação de projetos previstos para 2021

SyndContentImpl.value= Complexo eólico de Campo Largo 2, na Bahia, que teve obras afetadas em meio à pandemia, deve começar a operar no primeiro semestre A Engie Brasil Energia (EBE) mantém a previsão de entrada em operação do complexo eólico de Campo Largo 2, na Bahia, para o primeiro semestre de 2021, afirmou o presidente do grupo, Eduardo Sattamini, durante conferência nesta sexta-feira. O parque, que terá capacidade comercial de 192,5 megawatts (MW), teve parte das obras afetadas no ano passado devido às medidas de restrição de mobilidade impostas em meio ao combate à pandemia de covid-19. De acordo com Sattamini, o grupo também mantém a previsão de entrada em operação para o segundo semestre deste ano dos projetos de transmissão de Novo Estado, entre o Pará e o Tocantins, e Gralha Azul, no Paraná. ?A maior parte da contribuição desses ativos será vista [nos resultados] de 2022?, afirmou o executivo. Em paralelo, a companhia também começou as contratações para a implementação do complexo eólico Santo Agostinho, no Rio Grande do Norte. O projeto terá 434 MW de capacidade instalada, com investimentos previstos de R$ 2,2 bilhões, e entrada em operação prevista para 2023. ?Santo Agostinho é um projeto lastreado no mercado livre, o que mostra que este mercado proporciona as condições para desenvolvimento de nova capacidade. Isso deve aumentar ainda mais com a aprovação no Senado do Projeto de Lei 232 [de modernização do setor elétrico], dando mais segurança apara os empreendimentos?, disse Sattamini. A companhia divulgou ontem um lucro líquido de R$ 2,797 bilhões em 2020, alta de 21%, e anunciou que vai investir R$ 3,5 bilhões no Brasil neste ano. Incorporação de Jirau A incorporação do projeto da hidrelétrica de Jirau (RO) à EBE vai ser avaliada ?como se fosse a aquisição de um projeto de terceiros?, afirmou Sattamini. Atualmente, a Engie Brasil Participações, controladora da EBE, tem 40% de participação no projeto, em parceria com a Chesf, a Eletrobras e a Mitsui. De acordo com Sattamini, uma eventual incorporação da participação pela EBE vai passar por uma avaliação no futuro. ?No momento adequado, faremos um valuation, para que possamos seguir com uma eventual aquisição. Teremos que montar um comitê de avaliação de partes relacionadas, que vai ser composto, em sua maioria, por representantes do conselho independente e complementado pelos executivos da companhia. Essa decisão tem que ser adequada e equilibrada?, disse o executivo. A hidrelétrica de Jirau está localizada no Rio Madeira e tem 3,7 gigawatts de capacidade instalada. Térmicas de Jorge Lacerda A EBE pode começar a venda do complexo termelétrico Jorge Lacerda (SC) ainda no primeiro trimestre de 2021, afirmou o presidente da companhia. ?Devemos iniciar o processo no primeiro trimestre para que a transação consiga ter um fechamento próximo, no máximo, no começo de 2022?, afirmou o executivo. O projeto de geração de energia a carvão tem 857 megawatts (MW) de capacidade e está em operação desde a década de 1960. Expansão de capacidade na TAG A chamada pública para verificar o interesse na possível expansão da capacidade de transporte da Transportadora Associada de Gás (TAG) foi iniciada esta semana, de acordo com o executivo. A TAG é controlada pela Engie e pelo fundo canadense Caisse de dépôt et placement du Québec (CDPQ). As companhias assumiram o controle da transportadora em 2019, após arrematarem o ativo no processo de desinvestimentos da Petrobras. ?O processo de expansão de capacidade se inicia através das manifestações de interesse. Não sei dizer hoje qual é a capacidade de expansão com os dutos atuais, mediante algum tipo de expansão de compressão ou criação de algum loop no gasoduto", disse Sattamini. A chamada vai determinar os futuros investimentos na TAG. O processo é conduzido pela TAG e coordenado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). ?Queremos criar um mercado livre de gás no Brasil, com diversos atores, e para isso há necessidade de novos agentes, interesse em cargas e nova capacidade. Isso é interessante para que o mercado livre de gás possa sair do papel?, adicionou Sattamini. Recentemente, a TAG anunciou seu primeiro contrato com uma empresa privada. O contrato foi fechado com a petroquímica Proquigel, do grupo Unigel, para a entrega de 2,3 milhões de metros cúbicos por dia (m³/dia) de gás para duas fábricas de fertilizantes, na Bahia e em Sergipe. Até o momento, esse é o maior acordo, em termos de volume, assinado por uma transportadora no país e um cliente que não é a Petrobras. Distribuição adicional de dividendos A EBE pode avaliar a possibilidade de uma distribuição adicional de dividendos, mas, por enquanto, não há previsão de que isso ocorra, afirmou o presidente da companhia durante a conferência com analistas. ?Tentamos manter uma distribuição de 100% dentro de um limite que entendemos ser saudável para a nossa dívida, mas também mantemos um espaço para a possibilidade de investimentos rápidos. Enquanto encontrarmos oportunidades, continuaremos investindo, quando as oportunidades não aparecerem, podemos, sim, avaliar a distribuição de dividendos extraordinários?, comentou o executivo. Ontem, a companhia anunciou em seu release de resultados que o conselho de administração aprovou pagamento de dividendos de R$ 0,7471 por ação, num valor total de e R$ 609,6 milhões. A proposta ainda precisa ser ratificada pela assembleia geral ordinária. Com isto, ao todo, a companhia vai pagar R$ 2,016 bilhões, ou R$ 2,4717 por ação, em proventos relativos ao ano de 2020. O montante equivale a todo o lucro líquido ajustado da empresa no ano, desconsiderando os valores relativos à repactuação do risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês). SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER