Home / Notícias / 12/02/2021 - Dólar fecha em queda de olho na atividade econômica e auxílio emergencial

12/02/2021 - Dólar fecha em queda de olho na atividade econômica e auxílio emergencial

SyndContentImpl.value= No fim da sessão, o dólar foi negociado a R$ 5,3737, queda de 0,37%. Com isso, encerrou a semana praticamente estável, com baixa de 0,17% As discussões a respeito do auxilio emergencial se mantiveram no foco das atenções dos investidores de câmbio nesta sexta-feira. A cautela, no entanto, acabou cedendo diante de uma leitura melhor que o esperado do IBC-Br de dezembro, que dá esperanças de que a desaceleração do quarto trimestre não tenha sido tão intensa quanto fez parecer o dado de varejo, na terça-feira. Ainda assim, a tradicional cautela antes de um feriado prolongado levou a moeda americana a praticamente devolver as perdas do dia. No fim da sessão, o dólar foi negociado a R$ 5,3737, queda de 0,37%. Com isso, encerrou a semana praticamente estável, com baixa de 0,17%. Principal dado do dia, o IBC-Br avançou 0,64% na virada de novembro para dezembro. A leitura veio acima da mediana das projeções coletadas pelo Valor Data, que era de 0,40%, e oferece um contraponto ao tombo de 6,1% das vendas ao varejo naquele período. Apesar do número melhor que o esperado para dezembro, o índice caiu 4,05% em 2020, o segundo maior tombo da série histórica. A melhora registrada após o dado, no entanto, foi limitada pelas declarações dadas após a reunião entre governo e líderes do Congresso para tratar do benefício. Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) confirmou que são estudadas até quatro pagamentos do auxílio, que seria incluído via cláusula de calamidade pública entrará na PEC do Pacto Federativo. "Nossa expectativa é por um auxílio suficiente para o maior número de pessoas com responsabilidade fiscal", disse o parlamentar, que afirmou ainda ter discutido um cronograma com Guedes para a reforma tributária e administrativa. "No Senado, as prioridades serão a PEC Emergencial e o pacto federativo", acrescentou. De olho na melhora do quadro político, no grande prêmio de risco incorporado ao real e na perspectiva de que a normalização monetária no Brasil possa estabilizar o real, o Bank of America mantém uma postura otimista em relação à moeda brasileira, ao mesmo tempo em que passou a visão sobre a região para "neutra". Nas contas da equipe global de mercados emergentes do banco americano, o real está entre 10% e 15% desvalorizado ao seu valor justo. "Esperamos que o real perca parte do prêmio de risco embutido nos próximos trimestres, à medida que a vacina seja implementada, os ruídos políticos recuem e os juros subam", dizem em relatório. SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER