Home / Notícias / 27/12/2016 - Internet das coisas terá consulta pública até dia 16

27/12/2016 - Internet das coisas terá consulta pública até dia 16

Internet das coisas terá consulta pública até dia 16
Governo reunirá contribuições da sociedade para organizar plano nacional para sua execução

Até o próximo dia 16, o governo receberá sugestões de toda a sociedade para montar seu plano de oportunidades no setor de internet das coisas no Brasil. O programa, idealizado pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, a partir de um Termo de Cooperação Institucional com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), tomará como base um estudo a ser feito por um consórcio, devendo durar nove meses. O plano nacional deverá ser lançado ainda em 2017.

A internet das coisas (traduzido do inglês internet of things) engloba uma série de tecnologias que utilizam a internet para comunicar a usuários informações em tempo real sobre a operação de equipamentos. Os aprimoramentos podem incluir desde eletrodomésticos até meios de transporte e máquinas industriais. Conectados à rede, os dispositivos podem ser comandados a distância e com informações precisas como previsão de duração, temperatura e consumo de energia, detalha a Agência Brasil.

A internet das coisas terá múltiplos usos, podendo servir à saúde- médicos poderão acompanhar a distância a taxa de glicose de pacientes diabéticos, ou intervir no cotidiano das pessoas- pais poderão controlar temperatura do quarto e da mamadeira dos filhos com exatidão. "Interessa dos mais modestos cidadãos e até as mais complexas ações que acontecem no Brasil", disse o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab , para quem a tecnologia da internet das coisas será um marco no país, a exemplo de outras nações que já avançaram bastante nesse processo.

O estudo técnico será realizado com recursos do BNDES para mapear práticas internacionais e oportunidades para empresas locais e para a atração de multinacionais. O orçamento é de R$ 17,4 milhões, sendo R$ 9,8 milhões em recursos do banco público e R$ 7,6 do consórcio responsável por realizá-lo.

Segundo a presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques, ?é uma tecnologia que vai impactar cada vez mais as realizações e a sociedade, trazendo novas oportunidades para a geração de valor econômico e transformando os modelos de negócio e a vida das pessoas".

O consórcio que fará o estudo foi selecionado em uma chamada pública do BNDES e reúne a consultoria McKinsey & Company Brasil, Fundação CPQD e Pereira Neto/Macedo Advogados.

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 9:00h às 18:00h

NEWSLETTER