Home / Notícias / 26/08/2020 - Escolha de Trump para BID quer combater influência da China

26/08/2020 - Escolha de Trump para BID quer combater influência da China

SyndContentImpl.value=
Mauricio Claver-Carone disse que o banco poderia suplantar Pequim como favorito em toda a região num momento em que a administração de Xi Jinping está recuando Um conselheiro sênior do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que transformaria o Banco Interamericano de Desenvolvimento em um peso pesado financeiro para conter a influência da China no Hemisfério Ocidental, caso conquiste a presidência da instituição. Mauricio Claver-Carone disse que o banco, com sede em Washington, poderia suplantar Pequim como favorito em toda a região num momento em que a administração de Xi Jinping está recuando. No ano passado, o Banco de Desenvolvimento da China e o Banco de Exportação e Importação da China forneceram US$ 1,1 bilhão em financiamento aos governos da região e empresas estatais, em comparação com mais de US$ 35 bilhões em 2010, de acordo com relatório feito pelo Diálogo Interamericano e pelo Centro de Políticas de Desenvolvimento Global da Universidade de Boston. Claver-Carone tem conversado com alguns dos maiores acionistas do banco na América Latina e na Europa, pressionando por um aumento de capital. ?O BID Invest pode ser uma ferramenta extraordinária?, disse Claver-Carone em entrevista, referindo-se ao braço de investimento do banco. Claver-Carone está montando uma campanha para chefiar o BID, que empresta cerca de US$ 13 bilhões por ano, depois que a sua indicação, feita por Trump, gerou polêmica por quebrar uma tradição não escrita de latino-americanos presidirem o banco. Enquanto o cubano-americano é favorito na eleição de 12 de setembro, não há garantia de que a votação será realizada. Acionistas incluindo Argentina, México e Chile, tentam atrasar o processo e podem impedir a escolha. Bagagem partidária Os críticos também argumentam que Claver-Carone traz bagagem partidária que poderia ser particularmente desafiadora se o candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden, vencer a eleição em novembro. Na Casa Branca, Claver-Carone liderou uma política linha dura contra Cuba, bem como um esforço diplomático para ganhar reconhecimento internacional para o líder da oposição venezuelana Juan Guaidó. Advogado de formação, atuou anteriormente como diretor-executivo dos EUA no Fundo Monetário Internacional. Para amenizar a preocupação de um americano chefiar uma organização normalmente liderada por latino-americanos, Claver-Carone disse que manteve conversas com brasileiros sobre a segunda posição no BID e acrescentou que nomeará líderes do Caribe e da América Central. (Com a colaboração de Eric Martin) SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER