Home / Notícias / 08/09/2020 - Transferência do BC ao Tesouro não é ideal, mas não é ?financiamento inflacionário?, diz Pastore

08/09/2020 - Transferência do BC ao Tesouro não é ideal, mas não é ?financiamento inflacionário?, diz Pastore

SyndContentImpl.value=
Affonso Celso Pastore, da consultoria AC Pastore e ex-presidente do Banco Central, diz não gostar particularmente da autorização de transferência de reservas do Banco Central para o Tesouro Nacional, mas também não vê a operação como um caso de financiamento inflacionário. O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou a transferência de R$ 325 bilhões do BC para o Tesouro, que vinha afirmando estar enfrentando severas restrições de liquidez, conforme estabelecido na Lei nº 13.820, do ano passado. Para ele, ?não deveria ter esse parágrafo que no fundo deu essa latitude para o Banco Central", disse ao participar de webinar transmitido pelo canal da Fundação Getulio Vargas (FGV) no YouTube e no site do Valor. "E, se desse, eu acho que teria de ter um colchão de liquidez menor. Essa não é uma coisa da qual você deve abusar." Na avaliação de Pastore, os valores deveriam "ir integralmente para a conta de reservas de perdas cambiais futuras". Apesar disso, Pastore afirma não ver a situação como "um problema de dizer que já estaríamos fazendo ou correndo o risco de fazer financiamento inflacionário do gasto do Tesouro". "Não é esse o caso, esse caso não existe", afirmou. Mercados estão funcionando; desafio agora é estímulo a economias, diz José Julio Senna Se foco for popularidade, desaparece preocupação com neutralidade fiscal, diz Pastore Recuperação é heterogênea; setor de serviços vem mais lento, diz Mesquita Depósito remunerado é útil, mas uso para reduzir dívida é ?truque?, diz Senna "Eu estou com o colchão de liquidez muito baixo, tenho que fazer um monte de gastos, como a pandemia produziu, e o Tesouro tem um momento no qual o risco é tão alto que a curva de juros está muito empinada e ele não acha conveniente chamar um leilão primário naquele momento. O que ele pode fazer? Ele usa os recursos do colchão de liquidez, faz o pagamento, instantaneamente o BC esteriliza isso com operações compromissadas, portanto, ele financiou com dívida pública. No momento seguindo, o Tesouro faz o leilão, retira liquidez da economia e o BC inverte a operação compromissada e, no fundo, financia a venda de títulos para o BC. Não há nenhum risco se isso for aplicado desse jeito." Reprodução/Youtube SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER