Home / Notícias / 02/09/2020 - Dólar contraria exterior e fecha em queda com otimismo sobre reforma

02/09/2020 - Dólar contraria exterior e fecha em queda com otimismo sobre reforma

SyndContentImpl.value=
Moeda americana teve um dia de recuperação pelo mundo O otimismo com a possível retomada da agenda reformista no Brasil levou o dólar comercial a se segurar em queda durante praticamente toda a sessão nesta quarta-feira. Embora o sinal vindo do exterior tenha sido negativo, investidores preferiram focar na reforma administrativa, que o presidente Jair Bolsonaro prometeu encaminhar ao Congresso já amanhã. No encerramento do dia, a moeda americana foi negociada em baixa de 0,51%, a R$ 5,3578. No mesmo horário, o dólar subia 2,44% frente ao rublo russo e 0,73% contra o rand sul-africano, mas cedia 0,59% ante o peso chileno. Lá fora, o tom geral do dia foi recuperação da moeda americana, que tem se enfraquecido paulatinamente nas últimas semanas. Para José Faria Junior, diretor da WIA Investimentos, a recuperação do dólar, principalmente contra o euro, tem cara de ser uma realização técnica de curto prazo, uma vez que a moeda da união monetária europeia se valorizou quase 12% nos dois meses, o que já chamou a atenção, inclusive, de dirigentes do Banco Central Europeu (BCE). "Não vai ser o comentário de um dirigente do BCE que vai mudar a tendência de curto prazo do dólar. De qualquer forma, o preço do real está tão errado no momento que quase não nos afetou", nota. Ontem, após o dólar romper o patamar de US$ 1,20 por euro, o economista-chefe do BCE, Phillip Lane, admitiu estar atento à trajetória do euro ao afirmar que isso "acaba influindo nas projeções europeias e globais, o que, por sua vez, influi em nossos parâmetros de política monetária". "O momento foi propício - intervenções, verbais ou de qualquer outro tipo - têm seu efeito maximizado quando o mercado está sobreposicionado, o que definitivamente é o caso neste momento", diz Kit Juckes, estrategista de câmbio do Société Générale. "No entanto, a ameaça implicita é vazia. Em parte, porque o par dólar/euro apenas voltou à média vista desde 1999 - que significa que essa percepção 'esticada' é válida apenas para o curto prazo. Em parte, porque o BCE tem pouca capacidade de enfraquecer ainda mais o euro", continua, citando a dificuldade em aplicar mais estímulos sem prejudicar outros mercados como, por exemplo, os yields dos bônus da Europa periférica. Ainda assim, algumas casas já começam a buscar oportunidades nesse aparente cansaço do rali de enfraquecimento da moeda americana. ?Já é hora de especular uma recuperação do dólar?? questionam estrategistas do Bank of America em relatório. ?O declínio da moeda americana a fez entrar em território sobrevendido contra cinco dos dez pares que integram o índice do dólar da Bloomberg. Isto favorece alocações táticas e seletivas contra alguns deles, uma vez que a tendência de médio prazo do dólar continua a ser de enfraquecimento.? Internamente, a percepção de que a agenda econômica voltou a andar foi reforçada ontem com a aprovação da Lei do Gás por 351 votos a favor e 101 contra na Câmara dos Deputados. Investidores especulam agora o que pode constar da proposta de reforma administrativa, que o presidente Jair Bolsonaro prometeu enviar ao Legislativo amanhã. Getty Images SyndContentImpl.interface=interface com.sun.syndication.feed.synd.SyndContent SyndContentImpl.type=text/html SyndContentImpl.mode=null Leia mais

Atendimento

COTAÇÃO ONLINE

Envie sua solicitação. A Miller Torres liga para você.

ONDE ESTAMOS

Rua 104 nº 192 St. Sul
Goiânia-GO, Brasil
CEP 74083-300

ATENDIMENTO

Telefone: (62) 3093-8080
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta-feira
das 8:30h às 18:00h

NEWSLETTER